Texto Bia Ribeiro

Quero trabalhar com moda, qual faculdade devo cursar?

Esse post vai servir como continuação de um outro que escrevi no ano passado, o das principais profissões de moda. Como sei que vocês se interessam bastante pelo assunto, achei que seria legal fazer uma continuação do outro só que mais detalhada.

Hoje em dia, a faculdade de moda está entre as principais escolhas de jovens que se interessam pelo universo das grandes indústrias de roupas, calçados, acessórios e uma infinidade de opções. O mercado vem crescendo cada vez mais, e assim surgindo novas áreas de trabalho a cada ano.

Desde pequena sempre soube que também queria fazer parte desse universo. Já pensei em fazer faculdade de moda mesmo, publicidade e até que esse ano, optei pelo jornalismo – vou fazer vídeo contando- . Mas não preciso nem dizer, que quero ser jornalista de moda. Com tantas opções no mercado, fica difícil escolher qual curso fazer, não é mesmo? Sim, esse dilema já aconteceu comigo. Outro quesito muito importante também, é a escolha da faculdade, já que algumas são direcionadas para áreas específicas.

– Jornalismo: esse curso já existe há bastante tempo. Acho que cada faculdade tem um foco diferente, já que a carreira abrange muitas opções de trabalho no mercado. Além de gostar de ler e escrever, o estudante tem que estar sempre conectado com tudo que está acontecendo e não importa qual assunto for.

Se você sonha em trabalhar em alguma revista, site ou até mesmo TV, essa é a profissão ideal. Editores de moda, beleza e colunistas, normalmente são formados em jornalismo. Sou suspeita para falar, pois estou amando meu curso! Outra coisa legal, é que ele te abre portas para trabalhar em outras áreas, que variam desde economia até esportes.

ONDE CURSAR:
– Espm – SP: mais voltada para parte de comunicação, tem excelentes estúdios e uma estrutura ótima.
– PUC – SP/ RJ: a faculdade é bem antiga, mas muito bem conceituada no mercado. A jornalista Vic Ceridono do blog Dia de Beauté se formou lá!
– Cásper Líbero – SP: uma das mais conhecidas no mercado, tem como ênfase formar um profissional que saiba atuar em diversas áreas da profissão.

– Estilista: provavelmente um dos mais requisitados para quem realmente gosta de desenhar e fazer croquis. Além de saber desenhar, você precisa gostar de fazer moldes e costurar. Essa profissão é um pouco complicada, já que existe muita competitividade e é um campo bem específico. Mas não desista, se ser estilista é o seu sonho, corra atrás!

Além de ter sua própria marca, o estilista pode trabalhar em fábricas ou até mesmo em outras lojas. Sem contar que ele é o papel mais importante, pois além de criar, o mesmo precisa estar sempre antenado com as tendências e tudo que estiver na mídia.

ONDE CURSAR:

– Santa Marcelina – SP: para esse ramo, é uma das mais conhecidas e bem conceituadas. A faculdade espera que o aluno possa dominar os conceitos básicos da moda, usar a criatividade e aprender técnicas de desenho.

– Belas Artes – SP: ao contrário das outras faculdades, a B.A tem um grande diferencial, todos seus cursos são voltados para a área das artes. O curso de moda é coordenado pela Valesca Nakad – foi ela quem organizou o curso que fiz em NY – e tem como foco abordar diversos assuntos desse universo e não só a parte da criação.

– Negócios da moda: esse é um curso relativamente novo, porém não deixa de ser interessante. Para quem não sabe, nele você vai aprender como administrar uma marca e tudo relacionado a esse campo. Além disso, ele te dá uma visão bem ampla sobre diversos setores do mercado.

Se você quer trabalhar na parte de varejo de moda, ou até mesmo em indústrias, esse é o curso perfeito.

ONDE CURSAR:

– Ahembi Morumbi – SP: foi a pioneira no mercado nesse setor. Ela tem ótimas referências, inclusive minha mãe fez MBA em Negócios e amou. Sem contar com a infra-estrutura que é excelente.

Espero que tenham gostado do post, quero fazer a terceira continuação dele onde irei falar de cursos de curta duração para se fazer fora do Brasil. Se tiverem sugestão, dúvida, serão muito bem vindas.

Obs: A maioria das faculdades ficam em Sp, pois é uma das cidades que tem maior oportunidade e mais variedade para se escolher!

Fotos: We Heart It

Beijos <3

Related posts:

6 Comments

Quero estudar fora

Viajando
Oi meninas, tudo bem?

Hoje vamos falar sobre um dos maiores dilemas da vida de alguns recém-formados do ensino médio e de alguns pais dos mesmos rs, que é a mudança de cidade para cursar a faculdade.
Eu não estudei fora da minha cidade, mas tenho muuitas amigas que foram. A experiência de morar fora é INCRÍVEL. Você conquista sua independência, amadurece em todos os sentidos, aprende a se virar e se surpreende muito com suas reações diante alguns fatos que só eram resolvidos com seus pais por perto.

O grande dilema é: Como tranquilizar os seus pais com a sua ida? Essa parte é a mais difícil. Não tenham dúvidas de que eles sabem que morar fora é o melhor para vocês, mas aquele medinho que você sente de sair de casa, os pais sentem em dobro em te deixar ir.
O mundo (cidades) de repúblicas, festas universitárias é muito atraente. Mas como tudo na vida, ele tem dois lados: o lado bom que é pura diversão, pessoas novas, passeios e etc e o lado ruim: festa em excesso, bebidas, relacionamentos, etc.

Para quem quer ir morar fora, já digo de antemão que é preciso ter MUITO foco naquilo que você realmente quer. Conheço pessoas que realizaram um sonho de passar em faculdades públicas, mas chegando lá, se esqueceram do seu real propósito e acabaram voltando sem nem concluir a faculdade, ou então, permaneceram por lá mais tempo do que o previsto. Eu acho que vocês DEVEM sim ir às festas, visitar as repúblicas e tudo mais, até porque é um momento ÚNICO e de grandes e ótimas histórias vida de vocês, mas não podem se esquecer das suas responsabilidades. Lembrem-se que vocês estarão em um lugar onde vocês não “conhecem” ninguém verdadeiramente. É você, por você!
Sabendo de tudo isso, mostre aos seus pais que você está preparada para tal experiência. Não é um bicho de sete cabeças, mas é essencial que você tenha a cabeça no lugar, saiba pelo menos preparar um pratinho de comida básico, lavar suas peças de roupa e PRINCIPALMENTE controlar o seu dinheiro. No início você não terá emprego e terá que se virar com a renda que seus pais lhe proporcionarem no mês.

Alguém aí vai ou pretende estudar fora da sua cidade? Me contem!
Bjs
Bia Ribeiro

Related posts:

4 Comments

Profissão – blogueira


Olá meninas, tudo bem?

Hoje eu vou falar de um assunto que já está um pouco manjado na internet, mas sempre é levado em consideração quando aparece em qualquer página. Sabem qual é? Aquela frase bem curtinha que diz: “Eu quero ser blogueira”. Pois é, de uns tempos pra cá, o que era simplesmente um hobby, hoje em dia virou uma admirada profissão.

Ter um blog é que nem abrir um negócio próprio. No começo a gente trabalha como se não houvesse amanhã, ganha pouco (ou nada) e mesmo assim não desiste, porque quando os resultados começam a aparecer, não dá vontade de parar. Não existe coisa melhor do que ver algo que você planejou durante muito tempo dar certo.

Vocês devem estar se perguntando aonde eu quero chegar com esse assunto. Eu vim apenas repassar algumas dicas que eu considero importante para quem deseja seguir esta profissão.
1- Muitas meninas têm dúvidas sobre qual curso fazer na faculdade para poder trabalhar com um blog. Na minha opinião, qualquer curso de comunicação é super bem vindo. (Publicidade, Jornalismo, Relações Públicas). Na verdade, não existe um curso específico. É preciso ter força de vontade e o resto é consequência.

2 – A imagem visual do blog. Isso também é muito importante, afinal, a primeira impressão, geralmente é a que fica. Procurem não colocar muitos gifs, música automática, botão personalizado no mouse e etc. Todos estes detalhes deixam a página muito pesada para carregar e acaba fazendo com que os leitores desistam do acesso.

3 – O que meu blog precisa ter para fazer sucesso?
Bom, o seu blog precisa ter ótimo conteúdo, falar de coisas atuais, tratar de diversos assuntos (até os mais toscos podem te render um ótimo post) e você blogueira, precisa ter bastante paciência. A conquista por leitores é lenta. Por isso, é bem legal colocar algumas chamadas no blog (tipo títulos que façam os leitores responderem alguma coisa) e consequentemente eles voltarão a sua página para verificar se foram atendidos.

4 – A divulgação é essencial. Mais do que pedir para que outras blogueiras curtam sua página, é interessante linkar blogs que você gosta e tenham a ver com o assunto no seu post. Dica extra: Sempre veja outros blogs (aqueles
que você mais gosta e fazem sucesso) e capte o assunto que estão sendo expostos neles. Escreva sobre o mesmo assunto no seu blog (com um toque pessoal seu) e coloque o link das suas “amigas de trabalho”. Assim, trará novas leitoras para o seu espacinho e promoverá a famosa e amigável “troca”.

5 – Depois que tiver um número legal de leitores, comece a buscar parceiros e anunciantes para o teu blog. ($$)

6 – Não importa qual assunto será abordado no seu blog. Ele sempre será interessante para muitas pessoas. O importante é você escrever sobre algo que te faz bem e que te inspire a produzir cada vez mais.

Começando com assim, com certeza vocês colherão bons frutos e trabalharão com prazer naquilo que gostam.
Gente, se deixar fico escrevendo até amanhã. Posso preparar uma parte 2 desse post se vocês quiserem.

Quem tiver blog, me manda. Adoro passar horas vendo vários blogs de todos os assuntos.
Beeijos e muito sucesso para vocês!

Bia Ribeiro!
Facebook: http://www.facebook.com/anabeatrizribeiroo Instagram: @biaribeiro25
Twitter: @bia_ribeiroo

Related posts:

7 Comments

Publicidade e propaganda


Oi Meninas, tudo bem?

Atendendo ao pedido da leitora Julia Vieira, vou falar um pouco mais sobre o curso de Publicidade e Propaganda, que é o que estou cursando na faculdade.

Eu faço faculdade na FMU, no campus da Liberdade. A grade de matérias da faculdade foi bem cansativa no começo, pois, tive muita teoria. Só fui ter matéria prática no 5o semestre. Não sei se em toda faculdade é assim, mas na minha o começo foi bem chatinho. Tive aulas de História da comunicação (história do rádio, da TV, da revista), Filosofia, Antropologia, Sociologia, Geopolítica, MÉTODOS QUANTITATIVOS (sim, nem aqui estamos livres da bendita matemática) Economia, etc. Mas tirando essa parte chata, o restante da grade é só coisa boa, como:

– Fotografia publicitária: Nesta aula a gente aprende a manusear desde as máquinas antigas até as de atualmente e TODAS as suas funções. Fotografia por hobby já é uma delícia. Aprender a fotografar com algum fundamento é melhor ainda.
Editoração e produção gráfica: Nesta matéria vocês irão aprender as funções básicas dos programas de editoração que são: Photoshop, Corel draw, Illustrator, Dreamweaver. Infelizmente o tempo é o curto para aprender TUDO apenas na aula. Portanto, o jeito é ouvir as dicas dos professores e fuçar muito nestas ferramentas, porque todas são bem parecidas. Quem quiser seguir na área de criação, eu acho bem válido fazer um curso à parte apenas destas ferramentas. Vai chegar a um determinado ponto do curso, que elas serão essenciais.
– Criação: Momento de botar em prática o que você aprendeu nas aulas de editoração. Nesta matéria começam as criações de peças gráficas como: revistas, outdoors, banners, folders e tudo mais que a criatividade de vocês quiser.
– Técnicas de redação: Sou suspeitíssima para falar de redação. É a matéria que mais gosto. Nesta matéria vocês irão aprender como persuadir todos os tipos de público utilizando a linguagem adequada. Quais palavras chaves utilizar, quando o texto deve ser curto ou não e etc. Para complemento, também tem a matéria de redação e expressão oral, onde vocês poderão desenvolver melhor os textos aplicando as técnicas corretas. Redação e criação andam juntas. Para uma boa peça de revista, por exemplo, a imagem tem que completar o texto e vice versa.
– Produção Audiovisual: DELÍCIA de matéria. Essa aula geralmente é feita no laboratório de rádio e TV. As 03 primeiras aulas são feitas em sala. Essa matéria também tem 02 etapas. A primeira etapa é voltada para rádio e a segunda etapa voltada para televisão. Vocês vão aprender a criar roteiros para a produção de comerciais de TV e propagandas de
rádio. É um pouco trabalhoso, mas muito divertido na hora de gravar. Ahh os atores das gravações são vocês mesmos viu rsrs. Eu amei esta matéria.
– Mídia: Esta aula é bem interessante. Vocês irão aprender como calcular o preço de veiculação de campanhas nos meios de comunicação. São informações importantes para quem pretende seguir nessa área. Afinal, você terá de saber quanto deverá ser cobrado para a veiculação de um comercial de 15 segundos, qual valor de um anúncio de revista de meia página, e etc.

Ainda tem outras matérias, mas quis falar apenas das principais. Apesar de eu estudar na FMU, não recomendo a realização do curso de Publicidade e Propaganda nesta instituição. Tive professores SENSACIONAIS, porém, a estrutura da faculdade para este curso deixa um pouco a desejar, em especial, nas aulas práticas. A Cásper Líbero é uma faculdade apenas com cursos de comunicação, super recomendo. Visitei a Anhembi Morumbi (campus Bresser) e lá tem uma estrutura bem legal também. A FAAP é simplesmente um SONHO. Dá vontade de estudar lá noite e dia rs. Tem TUDO que você precisa e não precisa naquela faculdade.

Espero que eu tenha matado algumas das curiosidades de vocês. Quem quiser a grade completa do curso é só pedir que eu envio por e-mail e se tiverem dúvidas é só me perguntar.

Recado para as futuras publicitárias: Vocês NUNCA mais vão conseguir ver uma revista sem reparar nos errinhos de comunicação. NUNCA mais vão assistir a um comercial de televisão sem se perguntar o porquê ele foi feito daquela forma. NUNCA mais cairão nas promoções de LEVE 2 PAGUE 1 do supermercado, dentre outras coisas. Mas tenho certeza que irão se apaixonar por esta profissão.

Beijos
Bia ribeiro!
Instagram: @biaribeiro25
Twitter: bia_ribeiroo
Facebook: http://www.facebook.com/amabeatrizribeiroo

Related posts:

4 Comments

1 2 3