Continuando com o post do intercâmbio, nesse vou falar sobre os de 6 meses. Um pouco mais difícil, um período maior, ficar vários meses sem ver os amigos e família não é fácil não! As vezes a adaptação pode demorar um pouco mais, os primeiros meses são sempre os mais difíceis. Lugar diferente, gente nova, família nova, hábitos novos… mas com o tempo conseguimos conviver com essas pequenas diferenças do nosso dia-a-dia!!

Convidei minha amiga Vick Sanchez para contar um pouco de sua experiência na Nova Zelândia. Detalhe, ela ainda está lá!

Qual agência você foi?
STB

Onde ficou?
Estou em Tauranga, Nova Zelândia, uma cidade no interior e em casa de familia!

Você acha que vale a pena?
Acho que é a melhor experiência que alguém pode fazer, então sim, vale muito a pena!

Por que você decidiu fazer intercâmbio?
Decidi fazer porque todo mundo que faz ama! Esse foi um dos primeiros motivos, o outro é que você tem um tempo para se desligar do que antes era a mesma mesmice todos os dias. A rotina, mudar total o estilo de vida, ter férias das coisas das quais você está acostumada demais, isso é ótimo.

E a saudade da rotina, amigos, família e etc? Como lida com isso?
As saudades são enormes. No começo é muito difícil, porque ainda não se adaptamos, então só fazemos a seguinte pergunta: por que viemos para um lugar tão longe sendo que tinhámos tudo tão facil aonde morávamos?! Mas depois que você se acostuma e comeca a fazer amizades e sair, as saudades continuam mas não é algo que te incomoda, são apenas um sentimento normal! Usar Facebook, Skype, para mim ajuda muito a matar as saudades, mas prefiro ficar fora de casa me distraindo para não ficar muito ligada no Brasil!

Conte um pouco da sua rotina aí, o que aprendeu?
Ah, minha cidade é pequena, por isso que a rotina não é muito variada. Mas eu amo muito aqui e não mudaria por nada!! Em dias de semana é simples, vou para escola, todos os dias as aulas acabam as 15h10m da tarde, depois geralmente saio com meus amigos, para praia, para cidade, ou até mesmo para ginastica! Mas é raro eu voltar para casa direto, meu horario de estar em casa é as 7 da noite durante a semana, porque a familia gosta que eu jante com eles, o que é normal as familias pedirem aqui na NZ! De fim de semana, tem house party, beach party, sempre, então nunca fico em casa de noite, mas de balada, nada. Eu costumo ir em bares, beber com os amigos e tal, mas nada tao agitado como a vida noturna que eu tinha em SP! As coisas aqui acabam muito cedo, meia noite ja começa a esvaziar tudo, e em dia de semana, o comércio fecha as 6 da tarde. Ou seja, muito diferente, mas você acaba se acostumando e quando vê, ja está amando e convivendo com as diferenças.

Idéias: Depois dos Quinze

Facebook Comments

Related posts:

Estudante de jornalismo, apaixonada por moda desde pequena e vê no blog um espaço para compartilhar suas dicas e idéias.